fbpx

Polêmica no Mercado de Design: Vender Trabalhos do Canva é justo? Conheça os argumentos!

Polêmica no Mercado de Design: Vender Trabalhos do Canva é justo? Conheça os argumentos!

O Canva é uma ferramenta digital amplamente conhecida para designers amadores e iniciantes com pouca experiência em design gráfico. É uma excelente oportunidade para vender modelos como produtos digitais, especialmente para aqueles menos familiarizados com tecnologia.

No entanto, a questão da legalidade em relação à propriedade dos designs criados no Canva não é tão simples. Tentar vender mercadorias criadas no Canva sem compreender completamente as políticas pode resultar em possíveis ações legais.

Se você é um aspirante a designer que deseja vender seus designs do Canva, deve estar ciente dos meados e contras da propriedade de ativos digitais antes de começar.

Propriedade Legal do Canva

A questão da propriedade legal de designs criados usando ferramentas digitais, como o Canva, pode ser complexa. Embora você tenha o direito de imprimir seus próprios designs em produtos, como canecas, usando o Canva e vendê-los, a propriedade pode depender do conteúdo do design e de suas origens.

Direitos autorais do Canva Design

Os designers gráficos que utilizam o Canva têm o controle total sobre os designs que criam inteiramente por conta própria, o que é uma boa notícia. Contanto que não tenham utilizado nenhum dos modelos ou ativos pré-fabricados do Canva, eles mantêm todos os direitos sobre seu projeto e são livres para vendê-lo.

No entanto, se tiverem usado o trabalho de outra pessoa em seu design, a questão dos direitos autorais se torna mais complexa. Os direitos de propriedade podem variar com base na licença utilizada para os modelos ou ativos. É importante verificar e compreender a licença específica sob a qual você está utilizando os elementos do Canva ou de qualquer outra fonte, a fim de garantir o cumprimento das políticas de licenciamento e evitar problemas legais no futuro.

Alguns licenciamentos permitem a revenda direta do modelo ou do próprio ativo, o que significa que é possível vender o design. Outros limitam o uso do ativo apenas para criar produtos à venda, mas não permitem a venda do ativo em si.

Portanto, é importante ter cuidado com a licença sob a qual os elementos utilizados no design foram adquiridos.

Licenciamento de designs Canva

Primeiramente é importante verificar cuidadosamente a licença ao usar elementos pré-fabricados em seus designs no Canva.

Muitos ativos e modelos têm diferentes opções de licenciamento, incluindo opções para uso pessoal e opções para revenda. Ou seja, se você pretende usar o ativo em um design que será vendido diretamente, verifique se adquiriu a licença adequada para revenda.

Revender modelos que possuem apenas licenças de uso pessoal pode resultar em possíveis ações legais contra você. Para evitar problemas de licenciamento, é recomendável criar todo o design por conta própria, mesmo que isso demande um pouco mais de tempo no processo. É melhor prevenir do que remediar quando se trata de licenciamento de designs no Canva.

Elementos Canva

O Canva vem com vários modelos e ativos diferentes que você pode adicionar aos seus designs. Alguns desses são itens gratuitos, enquanto outros podem ser comprados ou exigir uma assinatura do Canva Pro. Antes de revender os modelos do Canva, você deve revisar o Contrato de Licença de Conteúdo do Canva.

Elementos Livres

O Canva disponibiliza uma ampla variedade de elementos gratuitos, como fontes e formas básicas, que podem ser incorporados em seus designs. Esses elementos gratuitos são uma ótima opção para adicionar personalidade e criatividade aos seus projetos sem incorrer em custos adicionais. Além disso, você também pode utilizar gráficos que tenha carregado e que estejam licenciados para revenda. Para garantir o uso adequado dos elementos no Canva, é recomendável revisar a documentação de Uso Comercial, que fornecerá informações detalhadas sobre quais elementos podem ser utilizados para fins comerciais e quais devem ser evitados. É importante se familiarizar com as diretrizes de uso comercial do Canva para garantir que esteja em conformidade com as políticas de licenciamento ao criar seus designs.

Depois de adicionar um elemento ao seu design, seja gratuito ou pago, você sempre pode clicar no ícone de informações acima do elemento para ver as informações de licenciamento. Fazer isso trará um painel com todas as informações da licença, incluindo o autor original e os direitos de revenda.

Elementos Pagos

Além dos elementos de design disponíveis gratuitamente, o Canva Pro oferece uma ampla gama de modelos e ativos para usuários. Se você começou com um modelo do Canva Pro ou usou qualquer uma de suas fotografias ou ativos em seu design, você não pode vendê-lo diretamente.

A restrição não se estende aos modelos feitos usando as ferramentas que o Canva Pro oferece. Contanto que você não esteja usando nenhum ativo do Canva Pro, você ainda está livre para vender seu design. Para revender legalmente, sua melhor aposta é usar principalmente ativos que você projetou pessoalmente.

Possíveis Problemas Com A Venda De Seus Designs Canva

Não seguir as regras ao criar designs do Canva para vender pode resultar em alguns resultados desagradáveis. Se o ativo que está sendo usado for de propriedade do Canva, sua conta pode ser encerrada sem reembolso ou você pode ser cobrado por uma licença expandida.

Seu trabalho pode ser relatado por terceiros ao Canva, o que pode resultar na remoção de seus projetos, juntamente com sua conta. Violações de políticas também podem comprometer sua conta na plataforma em que você está vendendo.

Em última análise, um criador deve sempre fazer sua devida diligência antes de tentar vender um design. Certifique-se de estar ciente da Política de Propriedade Intelectual da Canva antes de começar a vender e conheça a licença para cada elemento do seu design.

Onde Você Pode Vender Seus Designs Do Canva?

Se você acha que seus designs não violarão nenhuma das políticas do Canva ao serem vendidos diretamente, há muitos lugares para comercializar e vender seu trabalho de design gráfico. Entre a próspera base de usuários e sua interface amigável, o Etsy é uma das opções mais populares para designers.

A Etsy tem um conjunto de regras bastante bem definido para a venda de bens digitais, auxiliando ainda mais os artistas com direitos de propriedade.

Listagens para designs do Canva no Etsy.

Se você não está interessado em vender no Etsy, há muitas alternativas disponíveis no Etsy, como o Dribble e até mesmo o próprio Canva. Além disso, você sempre pode vender seus designs através do seu próprio site pessoal.

É importante estar ciente de que, não importa onde você venda, não é possível vender elementos individuais, apenas designs completos. Você deve revisar as políticas da sua plataforma de escolha em relação aos direitos de propriedade de conteúdo digital.

Tome Precauções Ao Vender Seus Designs Canva

Os designs do Canva são vendáveis, além disso podem ser uma maneira lucrativa de obter um pouco de renda. No entanto, você precisa ter cuidado ao selecionar elementos para usar em seu design, ou pode acabar com elementos licenciados indevidamente, levando a problemas de direitos autorais.

Antes de começar a vender, você deve revisar as políticas de propriedade de conteúdo do Canva, bem como o contrato de licença. Finalmente ao adicionar ativos de terceiros do Canva, os criadores devem sempre usar o botão de informações para verificar o licenciamento comercial.

Via

Jackson Roch

Especialista Apple, Consultor de Armazenamento Online e Gestor de Rede.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência. Leia a nossa Política de Privacidade.